BLOG

Celso Maldaner cumpre roteiro na Região da Fronteira

13/09/18

Durante toda esta quarta-feira (12), o deputado federal Celso Maldaner reafirmou o seu compromisso de atuação e visitou os municípios localizados próximos a fronteira com a Argentina. Maldaner iniciou o dia cedo em Anchieta, passando por Palma Sola, Guarujá do Sul, Dionísio Cerqueira, São José do Cedro e Princesa.

A atuação de Maldaner nesta região é voltada à cobrança das melhorias na BR-163, abandonada por conta de processos judiciais e também o bom funcionamento da aduana de cargas de Dionísio Cerqueira, assuntos pautados na visita realizada na Ascoagrim – Associação Comercial e Empresarial de Barracão e Bom Jesus do Sul/PR e Dionísio Cerqueira/SC.

Aduana

Preocupado com o desenvolvimento da tri-fronteira, Maldaner está sempre atento ao trabalho realizado especialmente na aduana de cargas. Recentemente, diversas ações e movimentos em prol do desenvolvimento do local foram motivo de audiências e reunião com órgãos do governo federal, isso porque haviam reclamações de grande demora na liberação de cargas ocasionados por entraves com a Receita Federal.

O movimento na aduana de Dionísio Cerqueira foi de 13,7 mil veículos em 2017, com US$ 305 milhões em exportações, principalmente de carnes e frutas, e US$ 164 milhões em importações, com destaque para bebidas e frutas. Já nos meses de janeiro e fevereiro, o movimento de caminhões foi de 2.047 veículos, contra 1.571 no mesmo período de 2017, dando indícios de que os números vão superar o ano passado.

“A economia reagiu e com isso as exportações e importações começam a ter resultados, aumentando o movimento e, ainda em breve, a rota do milho deve começar a atravessar a fronteira, dando indícios que a movimentação vai ser boa”, explica o deputado.

Visita à Cooperativa

O setor do cooperativismo congrega 1 bilhão de pessoas no mundo. Presente em mais de 100 países, conforme dados divulgados pela Organização das Cooperativas Brasileiras – OCB. Se as 300 maiores cooperativas fossem um país, seriam a 9ª economia do mundo. Aqui no Brasil, quase um quarto do trabalho formal ocorre de forma cooperada, consolidando-se como um dos setores de maior relevância no cenário econômico nacional.

Para o deputado, que durante a sua passagem por Anchieta visitou a filial da Cooperalfa, uma das maiores cooperativas da região, o cooperativismo tem e é a força do interior, que contribui com o desenvolvimento dos pequenos municípios.